O que é Acesso Aberto?

Na sua forma mais fundamental, o Acesso Aberto  é quando as publicações estão disponíveis online a todos e sem restrições, sem nenhum custo e com restrições limitadas no que diz respeito a reutilização. A distribuição da pesquisa sem restrições é especialmente importante para os autores (pois o seu trabalho é visto por mais pessoas), leitores (pois eles podem acessar e se basear no trabalho mais recente no campo) e financiadores (pois o trabalho que eles financiam tem um impacto maior ao poder atingir um público mais amplo). Existem duas formas de  acesso aberto:

  • Acesso Aberto  Dourado – O AA Dourado faz com que a versão final de um artigo seja permanentemente acessível a todos e sem restrições, imediatamente após a publicação. Os direitos autorais do artigo são mantidos pelos autores e a maioria das barreiras de acesso  são removidas. Os artigos em  AA Dourado podem ser publicados em periódicos de AA total (onde todo o conteúdo é publicado em AA) ou periódicos híbridos (um periódico de assinatura  que oferece a opção de publicar artigos em AA .

Um panorama dos  periódicos de AA total pode ser encontrado  no Diretório de Jornais de Acesso Aberto  (Directory of Open Access Journals - DOAJ).

DICA: O fato de um periódico oferecer acesso gratuito ao conteúdo não significa que ele seja de AcessoAberto e. Como descrito acima, o AA Dourado também permite a reutilização do trabalho, desde que os autores sejam reconhecidos e citados, pois retêm os direitos autorais. Permitir simplesmente que todos com uma conexão à Internet leiam o conteúdo não constitui um AA Dourado.

  • Acesso Aberto  Verde – O AA Verde, também conhecido como auto-arquivamento, é a prática de colocar uma versão do manuscrito de um autor em um repositório, tornando-o acessível a todos sem restrições. A versão que pode ser depositada em um repositório é depende do financiador ou da editora. Ao contrário do AA Dourado, os direitos autorais desses artigos geralmente permanecem com a editora do periódico, ou com a sociedade a que o edita,  e existem restrições quanto à forma como o trabalho pode ser reutilizado.

Existem políticas de auto-arquivamento individuais por periódico ou editora que determinam os termos e condições, por exemplo, qual a versão do artigo que pode ser usada e quando é que o artigo pode se tornar acessível sem restrições no repositório (também chamado de período de embargo). Uma lista de políticas de auto-arquivamento das editoras pode ser encontrada na base  de dados SHERPA/RoMEO.